24 junho 2014

Da série "Alentejo profundo"

Desta vez sem identificação do autor (infelizmente) ... mas a imagem é especial!!!


1 comentário:

Nunes da Cruz disse...

Como chamar profundo a esta beleza à superfície? Não lembra ao Diabo, como se costuma dizer, mas lembrou a alguém...