29 novembro 2005

Cinema


Já não vou tanto ao cinema como antigamente ... e tenho tido bastantes desilusões com alguns filmes recentes, a ponto de abandonar a sala a meio da projecção (impensável, aqui há alguns anos).
Ontem fui ver o "O Fiel Jardineiro", uma realização de Fernando Meirelles (brasileiro), baseado num romance de John Le Carré (não li o livro, estou a falar apenas do que vi).
Não ia especialmente motivado, mas fiquei agradavelmente surpreendido. Uma história escorreita e bem contada, interpretações sóbrias e bem conseguidas, imagens belas de cores fortes e um vislumbre de África, cruel e violenta, ingénua e pobre, venal e desgraçada, sempre explorada pelos modernos negreiros de várias latitudes. E no meio deste turbilhão uma inesperada e comovente história de amor. Um bom filme!
Sabendo-se que a realidade ultrapassa sempre a ficção, não se pode ficar muito tranquilo depois de ver este filme ... veio-me à lembrança uma frase de Joseph L. Mankiewicz, um realizador americano da velha guarda: "A única diferença entre um filme e a vida real, é que o filme tem que fazer sentido!"
Vale a pena ir ver este filme ("O Fiel Jardineiro")!

27 novembro 2005

Terreiro do Paço



Para ampliar, "clicar" na fotografia


A imagem não está lá grande coisa ... mas dá para perceber que é o Terreiro do Paço, a praça que antigamente era conhecida como a sala de visitas de Lisboa, com o famoso e agradável Cais das Colunas (onde é que ele pára?) e a magnífica ligação que havia com o Tejo.

Agora está assim ... completamente destruída e desmantelada há não sei quantos anos (e considerem-se felizes porque não mando o cheiro em anexo).

Dá pena ...

PS: Felizmente que o Terreiro do Paço alberga a maior árvore de Natal da Europa (!) ... já tínhamos, comida na ponte Vasco da Gama, a maior feijoada do mundo ... nós cá somos assim, tudo em grande!!!

26 novembro 2005

Pré-Presidenciais




O anunciado pré-candidato presidencial Jerónimo de Sousa já entregou no Tribunal Constitucional (24Nov) o seu processo de candidatura, aguardando agora a respectiva validação. Foi o primeiro a fazê-lo. Mas isso não lhe altera o estatuto de pré-candidato e, para todos os efeitos, continua em igualdade de circunstâncias com os outros que também se anunciaram (uma boa dezena, pelo menos).

Obviamente que os pré-candidatos não são iguais e bem sabemos que as probalidades de serem eleitos não são as mesmas para todos ... mas julgo que deveriam ser tratados de uma forma mais equitativa, se não pela comunicação social, o que me parece impossível, pelo menos pelas instituições oficiais, a começar pelo actual PR.

Acho que a pré-candidata Manuela Magno (já ouviram falar?) está carregada de razão ( ver Comunicado à Imprensa de 18 de Novembro em http://manuelamagno.blogspot.com/ )

24 novembro 2005

O astronauta de Salamanca



Para ampliar, "clicar" na fotografia


Surpresa na bela e simpática cidade de Salamanca. Numa porta da Catedral Nova (séc XVI) pode ver-se esta inesperada figura de astronauta!

Seria muito mais interessante não haver uma explicação ... já viram as implicações?

Mas ela existe. Em 1993, durante um trabalho de restauração na Catedral, os "pedreiros" contemporâneos quiseram deixar a sua marca pessoal para a posteridade. Parece ser um procedimento tradicional. Existe uma outra marca; não muito longe da figura do astronauta ... um leão empunha, com evidente satisfação, um magnífico gelado (um cone de duas bolas).

23 novembro 2005

... e as crianças?


in site do "Diário de Notícias" (23 Nov 2005):


Fome mata seis milhões de crianças por ano

Todos os anos, a fome mata seis milhões de crianças em todo o mundo. Sarampo, diarreia ou malária são só os motivos aparentes deste flagelo. A subnutrição é a única causa que enfraquece os seus sistemas imunitários, impedindo-os de combater doenças banais para a maioria dos países desenvolvidos. A denúncia surge no Relatório sobre a Fome no Mundo da Organização das Nações Unidas para a Agricultura (FAO), que, sem surpresas, mostra a África subsariana como a região do planeta mais afectada.
... ...
As causas e os instrumentos de combate à pobreza estão identificados, mas isso de pouco valerá se as iniciativas não forem implementadas urgentemente, alerta a ONU. Contudo, salienta, os esforços para acabar com a fome "têm diminuído em vez de acelerarem".

(?)

Comentários para quê? Seis milhões por ano, senhores!!!
Esta é uma das imagens mais impressionantes que vi em toda a minha vida.

21 novembro 2005

Flight 93

O vôo 93, da United Airlines, ligava regularmente Newark (New Jersey) a S. Francisco (Califórnia). Em 11 de Setembro de 2001 foi um dos aviões sequestrados.





Para ampliar, "clicar" nas fotografias


Despenhou-se aqui, perto de Shanksville (Pennsylvania), cerca de 230 Km a noroeste de Washington (DC), falhando o alvo planeado que se pensa ter sido a Casa Branca ou o Capitólio. Os passageiros e tripulantes, alertados para o que tinha acontecido com os outros aviões sequestrados, atacaram os terroristas e tentaram obter o controlo do aparelho, daí resultando a sua queda.

Não é possível imaginar o horror e o desespero destas 40 pessoas durante este episódio.

Daqui presto a minha sentida homenagem não só a estes heróis e aos atingidos nos acontecimentos de 11 de Setembro, mas também às inocentes vítimas, em todas as latitudes, do terrorismo diabólico, cego, brutal e tão estúpido.

Realço a situação no Iraque onde quase todos os dias morrem dezenas e dezenas de pessoas vítimas deste flagelo, facto que parece já não ser notícia.

18 novembro 2005

La Alberca

Esta aldeia fica na Sierra Peña de Francia, entre Salamanca e a fronteira Portuguesa, na Espanha profunda.


Para ampliar, "clicar" na fotografia

Na Plaza Mayor pode ver-se um notável conjunto de casas que, por si só, justifica a visita. A aldeia, que parece ter parado no tempo, tem o estatuto de monumento nacional.

15 novembro 2005

Alqueva


Não resisto a voltar à imagem das águas de Alqueva, vistas de Monsaraz, imagem que ganha, quanto a mim, uma espectacularidade especial com a ampliação.

Para ampliar, "clicar" na fotografia.

Não se pode deixar de ficar admirado com esta fotografia, a menos que não se tenha conhecido esta paisagem antes de Alqueva. Daqui não se avistava uma pinga de água ... com sorte e muita acuidade visual vislumbrava-se uma nesga do Guadiana a dezenas de quilómetros de distância.

Agora é assim. Pena que não se esteja a aproveitar esta situação como devia ... mas isso são outras "estórias".

14 novembro 2005

Para ampliar as fotografias

Pode ser que a maioria dos visitantes conheça este procedimento ... mas para mim, um novato nestas coisas da "blogosfera", foi uma boa novidade.
Para ampliar as fotografias do "post" basta "clicar" sobre elas; se mantiverem o "ponteiro" sobre a ampliação deverá aparecer um símbolo no canto inferior direito que permite uma expansão ainda maior. Muitas das fotografias ficam claramente a ganhar com esta manigância.
Sempre a aprender ... obrigado Cristina!

Vejamos um exemplo:


Este navio é o "Eagle", o Navio-Escola da Guarda Costeira dos Estados Unidos, entrando em Lisboa, com a guarnição preparada para prestar honras.

O "Eagle" tem como "irmãos gémeos" o "Mircea" da Roménia, o "Gorch Fock" da Alemanha, o "Tovarich" da Rússia e ... a "Sagres" de Portugal.

13 novembro 2005

O Cabo Espichel

... visto do mar, no meio do nevoeiro.

Para ampliar, "clicar" na foto

Hoje também estive um bocado enevoado, mais para o lado do cinzento.

12 novembro 2005

Advertência

Apenas para dizer que, como já devem ter reparado, os meus "bonecos" não têm grande qualidade técnica no que diz respeito à superior arte de fotografar. Eles mostram, no entanto, imagens onde tento sempre colocar qualquer coisa de pessoal ... um traço sentimental, uma recordação, uma saudade. Podem mostrar também coisas curiosas, eventualmente interessantes e com alguma informação .... podem traduzir estados de alma, desejos ou ... nada disto, podem ser apenas jogos ou brincadeiras mais ou menos ligeiras.

Enfim, é só para avisar ...

... isto é Williamsburg, VA (USA)

Está como no Séc XVIII, um museu vivo da América colonial.

11 novembro 2005

Almeida

... a "Roda dos Eispostos - Anno 1843".


No seguimento do "post" de 4 de Novembro "A Roda ... em Almeida", chamaram-me a atenção para o facto de este assunto ser talvez menos conhecido do que eu pensava. Admitindo que assim seja, pareceu-me indicado não só apresentar uma outra fotografia da Casa da Roda como elaborar um pouco sobre a matéria em causa.

Em primeiro lugar para dizer que, no século XIX, era aqui que eram colocados os "expostos" de Almeida. Julga-se que por esta Casa, onde se conserva em bom estado uma grande parte do recheio original, tenha passado uma parte substancial das crianças desta vila (cerca de 20%).Os "expostos" (ou "enjeitados") eram as crianças não desejadas e abandonadas à nascença por variadas razões entre as quais a pobreza extrema dos pais ( talvez a principal razão), por serem filhos de prostitutas, de mães solteiras ou de qualquer natureza ilegítima.

A "Roda", que no Brasil também era conhecida por "Roda dos Inocentes", uma designação talvez mais humana e apropriada, era formada por um cilindro giratório vertical, com uma abertura onde era colocado o recém-nascido, que rodava para o interior da casa (onde a criança seria recolhido por uma instituição protectora, normalmente uma Misericórdia ou um Convento), mantendo-se assim o anonimato dos "depositantes".



Aqui está um exemplo, a "Roda dos Expostos" do Convento de Santa Clara do Desterro, em Salvador da Baía (Brasil). Caso estejam interessados podem ver uma boa fotografia da "Roda" de Almeida, com a janela aberta, no site "Pequenos Mirandeses"

http://www.eb2-miranda-douro.rcts.pt/49/almeida.htm

(fotografia que, aliás, não cosegui trazer para aqui. Talvez algum iluminado informático me possa explicar porquê).

Em tempo (14Ago07): Ela aí está!


Um pouco de história:

Parece que o sistema da "Roda dos Expostos" apareceu no que hoje é a Itália, durante o século XIII, tendo o seu uso aumentado durante os séculos seguintes até estar praticamente generalizado em toda a Europa no século XVII. Em Portugal, a formalização do apoio às crianças abandonadas aconteceu através das Ordenações Manuelinas (1512-1521) embora a tradição de as ajudar de alguma forma já existisse durante a Idade Média. Foi Pina Manique que em 1758 criou a primeira "Roda" no nosso país.

De notar que este procedimento representou um assinalável progresso em relação às práticas seguidas anteriormente, no que diz respeito a crianças indesejadas. Antes de Cristo, o método mais usado (praticamente em todo mundo) era, pura e simplesmente, o infanticídio (!). Este estado de coisas manteve-se durante o primeiro milénio apesar da pressão religiosa, tendo-se tornado progressivamente menos comum e sido substituído pelo abandono (em qualquer lugar, na rua, nas feiras ou, com um pouco de sorte, na soleira da porta de alguém). A "Roda", portanto, foi uma melhoria substancial em relação ao passado, pois as crianças passaram a ser entregues a uma instituição protectora, embora as condições de sobrevivência não fossem brilhantes devido a deficiências alimentares e higiénicas. O índice de mortalidade chegava a atingir os 90%. Imagine-se o que não seria antes.




09 novembro 2005

Óbidos

... boa altura para lá ir (chocolate)!

07 novembro 2005

A Caparica

... como eu gosto.



Vila Nueva del Fresno

... em Camino de Los Malos Pasos, o monumento a Humberto Delgado.

06 novembro 2005

05 novembro 2005

03 novembro 2005

Baía de Lagos

... com a Meia-Praia. Ao fundo, a barra d'Alvor.

Leiria

... com o seu castelo "altaneiro".

Quinta da Pedra Alçada - Lagos