01 dezembro 2015

O 1º de Dezembro de 1640



2 comentários:

Nunes da Cruz disse...

Esta sim, foi uma decisão irrevogável, no tempo em que o irrevogável não era revogável (onde é que eu já ouvi isto?).

A.R.Costa disse...

Viva a Restauração, mais o Duque de Bragança e a Dona Luísa de Gusmão!